Estamos num mês Super especial, o das Férias! 

E com a chegada delas atentem-se para os cuidados básicos para seu animal de estimação

Antes de viajar, verificar primeiro se a carteira de vacinação está em dia, com as vacinas óctupla e antirrábica, estas devem ser feitas anualmente e sempre por um Médico Veterinário de sua confiança.

Antes de viajar, caso não possa levar seu cão ou gato para o passeio, se informar em relação a hotéis ou deixar que alguém vá até sua residência para cuidar deles, no mínimo uma vez ao dia. Lembrando que deixar os animais em casa com água e ração e viajar, não pode. Hoje isso é considerado abandono e em algumas situações até maus tratos e poderá o proprietário se sujeitar as penalidades previstas por lei. 

Deve-se fazer vermifugação adequada, pois se a viagem que vc fará for para litoral, precisará ser administrado um vermífugo específico para verme do coração. Onde o transmissor da doença, um mosquito, se encontra apenas no litoral e arredores...

Certifique-se, também, se ao deixar seu animal em casa, ele estará seguro, já tive vários casos onde animais morrem por ocasião de afogamentos acidentais, onde a piscina estando cheia se animal cair não conseguirá sair dela sozinho, portanto piscinas que não estão sendo usadas, que o animal tenha acesso sem a presença do dono, deverão estar cobertas com material especifico.

Vale lembrar que existem hoje, bastante opções de hotéis que aceitam animais junto com seu dono ou oferecem lugares onde o seu pet poderá ter o livre acesso dos proprietários.

E por último em casos de viagens de ônibus ou avião sempre é exigido pelas empresas: Carteira de vacinação em dia, atestado de saúde (este emitido pelo médico veterinário de sua confiança) e algumas empresas ainda exigem transportes específicos, além de sedações, mas não deixe para última hora, porque senão eles não seriam "o melhor amigo do homem " e para tal título devem ser tratados com muito carinho, amor, respeito e responsabilidade.  Caso vc opte por viajar e levar o animal no seu carro, apenas no banco de traz, a guia deverá ser presa ao cinto de segurança e este preso na peitoral, estas já são comercializadas nas agropecuárias assim como transportes que também servirão para mantê-los seguros em caso de acidentes ou paradas bruscas.

Sobre o caso do manchinha, não posso deixar de manifestar tamanho repúdio ao ato ocorrido... " Ninguém é obrigado a amar os animais, mas todo tem o dever de respeitá-los". Espero que o ato tão criminoso não fique impune.

Tenham todos uma boa viagem e aproveitem bem suas férias. Um Feliz 2019 a todos os leitores desta coluna

 

Dra. Daniele Ferreira Milione
Médica Veterinária
Graduada U.F.Rural.R.J.(2005)
Pós Graduada pelo Quallitas : (2009 em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais) e
Univiçosa (2013 em Cirurgia de Pequenos Animais)